VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

CULTURA E INFORMAÇÃO

Se liga, nessa!
 Baixe livros do acervo do Arquivo Público de São Paulo Livros Disponíveis para Download

Publicado por Redator   
Quarta, 08 de Janeiro de 2014 00:00 

As obras podem ser consultadas gratuitamente 
e servem como fonte de pesquisas
 está disponibilizando alguns livros técnicos do seu
 acervo para download gratuito. As obras são
 de publicações próprias, que fazem parte do acervo 
de pesquisa do Estado, e que podem servir de fonte 
de estudo e pesquisas diversas.
No site, o internauta pode encontrar livros como:
- São Paulo em Papel e Tinta – Periodismo e
 Vida Urbana - 1890-1915
- Histórias do Futebol – Coleção Ensino & Memória
- Como Tratar Coleções de Fotografias
- Como Descrever Documentos de Arquivo:
 Elaboração de Instrumentos de Pesquisa
- Como Elaborar Vocabulário
- Plano de Classificação e Tabela de
 Temporalidade da Administração Pública 
do Estado de São Paulo.

Fonte:www.professornews.com.br 
(http://www.professornews.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=5267)












Carnaval é uma festa que se originou na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C.. Através dessa festa os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção. Passou a ser uma comemoração adotada pela Igreja Católica em 590 d.C..
É um período de festas regidas pelo ano lunar neocristianismo da Idade Média. O período do Carnaval era marcado pelo "adeus à carne" ou do latim "carne vale" dando origem ao termo "Carnaval". Durante o período do Carnaval havia uma grande concentração de festejos populares.
 Cada cidade brincava a seu modo, de acordo com seus costumes. O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX. A cidade de Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo. 
Cidades como Nice,Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspiraram no Carnaval parisiense para implantar suas novas festas carnavalescas. Já o Rio de Janeiro criou e exportou o estilo de fazer carnaval com desfiles de escolas de samba para outras cidades do mundo, como São Paulo, Tóquio e Helsinque.
O Carnaval do Rio de Janeiro está atualmente no Guinness Book como o maior Carnaval do mundo, com um número estimado de 2 milhões de pessoas, por dia, nos blocos de rua da cidade.
Em 1995, o Guinness Book declarou o Galo da Madrugada, da cidade do Recife, como o maior bloco de carnaval do mundo.
++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++===



PUBLIQUE SEUS TEXTOS NUMA ANTOLOGIA- junto com os melhores Poetas de SP e região.
Editora Beco dos Poetas -  A partir de R$ 35,00 pagando a taxa de inscrição você leva um exemplar da obra. Saiba como, nos enviando um e-mail. perolanegra@becodospoetas.com.br
Faça um orçamento sem compromisso para publicar seu LIVRO SOLO.
FALE COM QUEM ENTENDE DE PUBLICAÇÃO: GRUPO EDITORIAL BECO DOS POETAS E ESCRITORES LTDA.






www.becodospoetas.com.br

www.livrosdepoesias.com.br


========================================================================

 
Se liga nessa!


Bullying é um termo da língua inglesa (bully = “valentão”) que se refere a todas as formas de atitudes agressivas, verbais ou físicas, intencionais e repetitivas, que ocorrem sem motivação evidente e são exercidas por um ou mais indivíduos, causando dor e angústia, com o objetivo de intimidar ou agredir outra pessoa sem ter a possibilidade ou capacidade de se defender, sendo realizadas dentro de uma relação desigual de forças ou poder.
O bullying se divide em duas categorias:
a) bullying direto, que é a forma mais comum entre os agressores masculinos e
b) bullying indireto, sendo essa a forma mais comum entre mulheres e crianças, tendo como característica o isolamento social da vítima. Em geral, a vítima teme o(a) agressor(a) em razão das ameaças ou mesmo a concretização da violência, física ou sexual, ou a perda dos meios de subsistência.
O bullying é um problema mundial, podendo ocorrer em praticamente qualquer contexto no qual as pessoas interajam, tais como escola, faculdade/universidade, família, mas pode ocorrer também no local de trabalho e entre vizinhos. Há uma tendência de as escolas não admitirem a ocorrência do bullying entre seus alunos; ou desconhecem o problema ou se negam a enfrentá-lo. Esse tipo de agressão geralmente ocorre em áreas onde a presença ou supervisão de pessoas adultas é mínima ou inexistente. Estão inclusos no bullying os apelidos pejorativos criados para humilhar os colegas.
As pessoas que testemunham o bullying, na grande maioria, alunos, convivem com a violência e se silenciam em razão de temerem se tornar as “próximas vítimas” do agressor. No espaço escolar, quando não ocorre uma efetiva intervenção contra o bullying, o ambiente fica contaminado e os alunos, sem exceção, são afetados negativamente, experimentando sentimentos de medo e ansiedade.
As crianças ou adolescentes que sofrem bullying podem se tornar adultos com sentimentos negativos e baixa autoestima. Tendem a adquirir sérios problemas de relacionamento, podendo, inclusive, contrair comportamento agressivo. Em casos extremos, a vítima poderá tentar ou cometer suicídio.
O(s) autor(es) das agressões geralmente são pessoas que têm pouca empatia, pertencentes à famílias desestruturadas, em que o relacionamento afetivo entre seus membros tende a ser escasso ou precário. Por outro lado, o alvo dos agressores geralmente são pessoas pouco sociáveis, com baixa capacidade de reação ou de fazer cessar os atos prejudiciais contra si e possuem forte sentimento de insegurança, o que os impede de solicitar ajuda.
No Brasil, uma pesquisa realizada em 2010 com alunos de escolas públicas e particulares revelou que as humilhações típicas do bullying são comuns em alunos da 5ª e 6ª séries. As três cidades brasileiras com maior incidência dessa prática são: Brasília, Belo Horizonte e Curitiba.
Os atos de bullying ferem princípios constitucionais – respeito à dignidade da pessoa humana – e ferem o Código Civil, que determina que todo ato ilícito que cause dano a outrem gera o dever de indenizar. O responsável pelo ato de bullying pode também ser enquadrado no Código de Defesa do Consumidor, tendo em vista que as escolas prestam serviço aos consumidores e são responsáveis por atos de bullying que ocorram dentro do estabelecimento de ensino/trabalho.

Responda: Qual atitude você tomaria se seu filho(a) sofresse Bullying?

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
 Saga Crepúsculo é processada por racismo e perversão---------- Polêmica!



Os fãs de "Crepúsculo" podem não gostar de saber, mas a franquia acaba de se tornar alvo de uma polêmica. O estúdio Between the Lines Productions, idealizador de uma paródia do filme chamada “TwiHarder”, entrou com uma ação judicial contra as produtores da saga, a Lionsgate e a Summit, acusando a franquia de racismo e perversão sexual.

No processo, o estúdio Between afirma que a saga foca na sinopse em “luxúria e eventuais relações sexuais entre uma garota de 17 anos, Bella Swan, e um personagem masculino, Edward Cullen, que tem quase 100 anos a mais”.

Já a respeito do racismo, eles alegam que o filme mostra “estereótipos unidimensionais sobre nativos norte-americanos e a cultura indígena, por meio da representação do personagem Jacob Black como um ‘bom selvagem’, ‘guerreiro sedento por sangue’ e ‘predador sexual’. E enfatiza hierarquias sócio-políticas e poder econômico baseadas na cor da pele em vez de traços de personalidade ou realizações”. Violência doméstica entre familiares no filme também consta entre as acusações.

Segundo sites de notícias internacionais, a Between the Lines resolveu processar somente agora a Lionsgate e a Summit porque a produção dos filmes originais tentaram impedir a produção de “TwiHarder” com denúncias oficiais. 

Fonte: Marie Claire 
- www.jaenoticia.com.br (25/12/13)


=======================================================================

Inflação em 2014 vai superar a deste ano, preveem analistas consultados pelo BC
30/12/13



A inflação no próximo ano vai superar a de 2013, de acordo com projeções de instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC). A estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para este ano é 5,73%, após duas altas consecutivas na expectativa. Para 2014, a projeção é 5,98%, na terceira alta seguida. No ano passado, a inflação ficou em 5,84%.

Essas projeções, atualizadas todas as semanas, estão acima do centro da meta de inflação, de 4,5%, e abaixo do limite superior de 6,5%. É função do BC fazer com que a inflação converja para o centro da meta.

Entretanto, no dia 20, ao divulgar o Relatório de Inflação, o diretor de Política Econômica do Banco Central, Carlos Hamilton Araújo, disse que o cenário mais provável da instituição não aponta a inflação no centro da meta em 2013 e nos próximos anos. “O cenário mais provável não aponta essa convergência, o que não implica que não seja possível. São coisas distintas. A convergência pode se tornar mais provável mais adiante, na medida em que a economia começar a responder às ações que foram tomadas”, acrescentou.

No Relatório de Inflação, o BC prevê que o IPCA vai ficar em 5,8%, este ano. Para 2014, a estimativa para a inflação é 5,6% e, para 2015, 5,4%.

Um dos instrumentos usados pelo BC para influenciar a atividade econômica e, por consequência, a inflação, é a taxa básica de juros, a Selic. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

O diretor lembrou que, neste ano, a Selic foi ajustada em 2,75 pontos percentuais e os efeitos desses aumentos levam tempo para aparecer. Atualmente, a Selic está 10% ao ano. Para as instituições financeiras, ao final de 2014, a Selic estará em 10,5% ao ano.

A estimativa para o crescimento da economia (Produto Interno Bruto – PIB) foi mantida em 2,30%, este ano, com expectativa de expansão menor em 2014 (2%).

A expectativa para a cotação do dólar foi mantida em R$ 2,34, este ano, e em R$ 2,45, no fim de 2014.

Fonte: Agência Brasil

###############################################

Postar um comentário