VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

ANIMAIS



Eles têm uma docilidade incrível
Chegam com seu jeitinho,
Procurando um carinho,
Exigindo atenção.
Pode ser um cão, um gato
Ele está sempre feliz
Com sua presença
Quando você chega,
Ele faz festa, ele corre,

Ele salta, ele brinca
É sua maneira de dizer
Que sentiu sua falta.
Por isso, cuide-o,
Ame-o e saiba
Que o amor dos animais
É puro e incomparável por você.

maria jeremias dos santos

QUERENDO MAIS


Sempre
Insatisfeitos com a vida,
Prosseguimos...
Querendo o sol,
Querendo a Lua,
Querendo mais e mais...
Sempre a procura de algo
Que satisfaça nossos desejos
Não percebemos que
o que nós procuramos
sempre esteve perto de nós,
o brilho da Lua,
o calor do sol,
as pessoas que nós amamos
tão próximos e não vemos,
muitas vezes
querendo um carinho,
uma atenção.
E você, fica ae correndo
Atrás do vento,
À procura de coisas fúteis;
Acorde para a vida
Enquanto é tempo!

Maria Jeremias dos Santos

PENSAMENTOS




“Pensamentos
são armas contra nós,
depende da intensidade
que vêm
dilaceram o coração.”


maria jeremias dos santos

CHUVA



Chuva fina cai lá fora,
Silenciosa como a noite
Faz recordar
De minha saudosa mãe...
Que dormia ao som
Dos pingos da chuva
Sonhava com lugares distantes
E acordava feliz
Falando que a chuva
Faz a gente sonhar
Mais alto que as nuvens.
A chuva
Traz-me lembranças
Do café quente,
Do bolo de fubá,
De conversas de mamãe.

Maria Jeremias dos Santos

CALOR HUMANO



Hoje
caminhei pela velha casa
onde os sonhos eram reais
viajei em meus pensamentos
deixando-me levar...
pude sentir novamente
o calor do sol adentrando
a janela da sala
pude sentir o cheiro da laranjeira
 no fundo do quintal
as flores na floreira da sacada
tinham uma cor especial
nas tardes de verão
adorava ver os gerânios
florescendo a cada manhã
minhas duas gatas a dormir
no tapete vermelho da sala
minha filha entrando
pela casa com as amigas
enchendo a casa de alegria
foi um tempo lindo
tinha tudo ali...
conforto, pessoas, animais,
coisas abstratas e concretas
menos o calor humano
existia ali.

Maria Jeremias dos Santos

SUA PRESENÇA


Mãe
sua saudade
reflete nas flores
que deixaste em tua casa
apesar de sua ausência
elas continuam belas
nos fazendo lembrar
de sua presença
quando delas cuidava
com tanto carinho

Maria Jeremias dos Santos

sábado, 11 de fevereiro de 2012

FILHOS





Filhos
É a semente boa
Que saiu de você,
Que vai levar seu nome,
Que vai levar seu sangue,
Que vai levar sua geração,
Não importa onde vá...
Ali está um pedacinho de você,
Caminhando pela estrada da vida
Em busca da felicidade.
Falando com orgulho
De quem é filho (a)
De quem é seu avô (a)
E será sua alegria
Num futuro bem próximo.
Por isso não deixe
De dizer o quanto
Ele é importante para você.


MARIA JEREMIAS DOS SANTOS

LEMBRANÇAS



Acordo-me
perdida em lembranças
do passado
que foram boas,
algumas me fazem sorrir,
outras chorarem,
mas não deixam de ser
lembranças.


maria jeremias dos santos

TRISTEZA




“Quando a tristeza bater a sua porta e sentir-se sozinho, vá até seu espelho e veja uma pessoa maravilhosa que te agüenta de cara alegre e triste e vai te apoiar sempre, ou seja: você mesmo!”

maria jeremias dos santos

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

ENCONTRAR





“Preciso encontrar minha alegria que ficou perdida em algum retrato do passado.”

maria jeremias dos santos

COMPREENDI



“Parei de reclamar com Deus, compreendi que meu tempo é diferente do dele.”

maria jeremias dos santos

RECOMEÇAR




“Estou sempre pronta para recomeçar.”

maria jeremias dos santos

LARANJEIRA EM FLOR



As folhas exalam
Um cheiro suave...
Doce como as manhãs de Setembro
Que embriagam minh’alma
Leva-me além das nuvens
Onde não há tristezas, nem dor...
Traz lembranças boas
De uma tarde de primavera
Amigos e sorrisos
Fazem parte desse cenário
Oh! Que saudades me traz...
Essa laranjeira em flor.
Tempos que não voltam mais
Somente na lembrança
Permanecerão pra sempre,
No doce embalo da vida
Onde as emoções se afloram
Fazendo sorrir e ás vezes chorar
Mas permanece o sorriso
Apesar de tudo e acima de tudo
Nesse coração de menina.

Maria Jeremias dos Santos

FACE MOLHADA




(Dedicado à Menina Super Poética, Maria Bonita)

Lembrei de ti, e essa lembrança me trouxe o cheiro da chuva
As faces molhadas, incolor
Lembrei e me veio audível o seu barulho
Na insistência, trovejou
Escureceu o céu, mas sossegou a alma
Raio de saudade clareou
Chuva sem nenhuma calma, acalentou-me a lembrança
Sinto o cheiro, o jeito aguaceiro, de lembrar de ti
Essa chuva de saudade insiste em cair
Escorreu, virou a esquina, escondeu na vala
Fertilizou a lembrança, socorreu a sede e deu abastança
Apagou a poeira e trouxe a beleza dos lírios do campo
Lembrei de ti, e a doçura de uma bela chuvarada campestre
Invadiu-me a alma...
Sinto o cheiro, chuvarada agreste regou minha memória
E a face molhada, toca o azul do céu

ELIZAETE RIBEIRO