VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

AMO VOCÊ TANTO, TANTO...


AMO VOCÊ TANTO, TANTO...


Quero sentir o teu perfume,
em todo o meu corpo...
Quero respirá-lo contigo!
Quero senti-lo quente, como o teu corpo,
colado junto comigo!
Calor que roubo sem pudores,
em nossas noites de amor e de desejos...
Quero estar contigo a sós,
tão a sós como se estivesse só, só comigo!
Ou como se você estivesse só, só contigo!
Como se juntos, fossemos um só ser!
Quero você tanto, tanto,
que vivo o seu viver!
Que choro as tuas dores, como se minhas fossem...
Que sinto nos lábios o sal em tuas lágrimas,
e banho meu peito com teu pranto!
Amo você tanto, tanto,
que suas alegrias produzem os meus sorrisos...
Que sinto o que sente o teu peito,
que bate em um só ritmo, com o meu coração...
Amo você tanto, tanto, que não sinto solidão!
Pois eu tenho você sempre comigo,
dentro da alma,
dentro do coração!
Abrasando o sangue de minhas veias,
iluminando os meus caminhos,
mostrando-me para os passos as direções...


Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
12/09/2010

domingo, 26 de setembro de 2010

EDUCAR É UMA AÇÃO...

Educar é uma ação...

Nestes dias que correm, o ato de educar tem esbarrado em dilemas ligados a propósitos e a métodos de ensino e aprendizagem.
No que se refere aos propósitos, sempre estão embasados em altos níveis de expectativas, a saber, entre outros:
Inclusão do educando na sociedade, com uma bagagem que o torne apto e atuante, de forma que possa destacar-se e progredir dentro desta mesma sociedade.
Dar atenção a cada educando, como individuo, respeitando todas as suas peculiaridades, tanto culturais quanto pessoais.
Fazer valer dentro de sala de aula a participação de cada aluno, numa interação sempre constante entre alunos e professores.
Fica em mim a impressão de que os objetivos ultrapassam as capacidades tanto de alunos quanto dos professores, visto que ambos carecem de um maior preparo e empenho, para a consumação de tais objetivos.
No que tange aos educandos, sinto que estão muito fragilizados em sua constituição como pessoas e assim, não compreendem a totalidade daquilo que lhes é proposto.
Quanto aos mestres, mesmo apoiados em anos de preparo para o magistério, deparam-se com uma realidade que foge ao seu domínio e possível entendimento.
As políticas governamentais para a educação são sempre ambiciosas demais, com muitos requintes e detalhes que estão fora da realidade daqueles a quem se destinam.
O problema maior esta apoiado na qualificação escolar pretérita de cada aluno, qualificação esta que foi construída mediante ás políticas governamentais anteriores para a educação.
Qualificação que esbarrou em vários problemas inter-relacionados, entre os quais:
Vontade de cada aluno e seu empenho em aproveitar a permanência dentro do ambiente escolar ao máximo e na outra ponta o apoio dos pais e participação destes na vida escolar dos próprios filhos.
Faço esta generalização sem medo de errar, consciente de que existem exemplos de participação de alunos e pais no processo de aculturamento e aprendizagem de nossos jovens.
E sim, creio que educar é uma ação, uma ação em constante modificação e aprimoramento, mas ao mesmo tempo me pergunto; Qual o modelo educacional que queremos para nossos filhos?
E mais, Quem são os nossos filhos, ou como estão estruturados, para enfrentar os desafios dos dias que correm nesta sociedade tão competitiva e desigual?
Educar é assim uma ação coletiva em que a participação também é coletiva, onde pais e escola são ou deveriam ser parceiros intimamente ligados...
Esta ação de educar fica sempre prejudicada quando aqueles que deveriam exercê-la não têm um relacionamento franco e aberto, onde objetivos estejam consoantes com métodos...
As escolas, por exemplo, depara-se com realidades que são em sua maioria desconhecidas pelos pais, a respeito dos próprios filhos...
Os pais a seu tempo, deparam-se com conceitos educacionais aos quais desconhecem e por falta de engajamento com a rotina escolar, no que tange ao conteúdo programático da escola, e estranham... Pior ainda, pais e escolas estão se estranhando mutuamente.
Uma possível solução para estes dilemas reside em meu pensar em dois pontos:
Que os pais saibam realmente quem são os filhos.
Que os pais saibam realmente o que as escolas procuram ensinar.
Existe como conseqüência das adversidades da vida cotidiana um alheamento nos pais no tocante aos próprios filhos... Os nossos filhos são muito mais do que apresentam dentro de nosso ambiente familiar!
E as escolas têm sido usadas como depósitos para problemas familiares, sociais, que não são objetos de sua alçada e competência. Não obstante todo o empenho de professores e diretores na equalização destes problemas...
Sim, educar é uma ação!
Será que estamos todos, pais, filhos, escolas conscientes de sua importância?
Em certo sentido eu penso que não!
No momento em que todos nós, fizermos o nosso melhor, estaremos mais conscientes da importância da ação de educar...
Penso que estaremos neste patamar de entendimento, quando por um lado, tivermos plena consciência de quem são os nossos filhos, o que querem, o que pensam e o que sentem...
Quando os nossos filhos souberem quem somos enquanto pais e os objetivos que almejamos...
Quando pais e filhos estiverem abertos para os desafios em nossa sociedade contemporânea e trabalharem juntos para vencer tais desafios...
E também é importante sabermos que a educação é uma ação política, e que governos são políticos...
Educar é uma ação...
Como estão sendo, efetivamente, empreendidos os nossos esforços na ação sempre constante e dinâmica de educar?

Edvaldo Rosa
www.sacpaixao.net
16/09/2010

sábado, 25 de setembro de 2010

Sobre a obra que ilustra o blog


Há tantas figuras que retratam pictoricamente a filosofia que, quando se pensa em escolher alguma para enfeitar um blog, por exemplo, corre-se o risco de não saber qual fica melhor - ou seja, qual faz a melhor composição e qual carrega o significado que se pretende dar ao conjunto figura-textos.

Muitos leitores do blog devem estar bastante familiarizados com “A morte de Sócrates”, de Jacques-Louis David, pintada em 1787. No cabeçalho do blog vemos um detalhe da obra, com as cores e a iluminação editadas para realçar Sócrates e a taça de cicuta. A obra original pode ser vista aqui.

Gosto muito dessa obra neoclássica. Ela não é apenas “sobre” um filósofo (Sócrates) no momento em que vai realizar sua última ação em vida (a ingestão da cicuta). A obra é também reveladora do ser da filosofia.

Não creio que seja necessário explicar detalhadamente quem era Sócrates, o que fazia, o motivo de ser condenado. Se você não sabe, leia aqui.

O que me interessa na imagem é que ela capta o momento em que surge a filosofia: o momento em que Sócrates terá a cicuta em suas mãos e diz suas últimas palavras - o momento em que o homem é consciente de sua finitude e, por meio da linguagem, compreende e afirma, positivamente, o que significa ser homem.

A obra propõe que a filosofia acontece no levar a cicuta à boca. O tempo mínimo e precioso entre o segurar a taça e o beber o veneno – é esse o tempo inalienável da filosofia.

É por isso que gosto tanto de “A morte de Sócrates”: porque mostra, de modo simples e elegante, o momento da filosofia.
Fonte: oficina de filosofia

domingo, 19 de setembro de 2010

POETAS NO II SARAU DO BECO

Viadeo




      

sábado, 18 de setembro de 2010

nossa luta é constante



Mantenha a calma, tenha paciência e perceba as coisas que estão acontecendo ao teu redor. A felicidade em viver é observar esses instantes mágicos, que nos enchem o coração de alegria e nos anima por dentro.

Segue seu dia, viva um de cada vez e as coisas vão acontecer naturalmente. Lembre-se sempre das tuas qualidades e do teu modo de enfrentar a luta do seu dia-a-dia.

Aproveite o dia de hoje para avaliar o teu ontem... Vai ver que seu amanhã será muito mais significativo em todos os sentidos.

Nossa luta é constante, precisamos estar fortes energizados de amor, carinho e muitas esperanças.

Faça tua parte, e vá à luta. O melhor ainda está por vir.

Teus olhos entristecem



Teus olhos entristecem
Nem ouves o que digo.
Dormem, sonham esquecem...
Não me ouves, e prossigo.
Digo o que já, de triste,
Te disse tanta vez...
Creio que nunca o ouviste
De tão tua que és.

Olhas-me de repente

De um distante impreciso
Com um olhar ausente.
Começas um sorriso.

Continuo a falar.

Continuas ouvindo
O que estás a pensar,
Já quase não sorrindo.

Até que neste ocioso

Sumir da tarde fútil,
Se esfolha silencioso
O teu sorriso inútil. 
Fernando pessoa

Escrever é esquecer




Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida.
A música embala, as artes visuais animam, as artes vivas (como a dança e a arte de representar) entretêm.
A primeira, porém, afasta-se da vida por fazer dela um sono; as segundas, contudo, não se afastam da vida - umas porque usam de fórmulas visíveis e portanto vitais, outras porque vivem da mesma vida humana.
Não é o caso da literatura. Essa simula a vida. Um romance é uma história do que nunca foi e um drama é um romance dado sem narrativa.
Um poema é a expressão de ideias ou de sentimentos em linguagem que ninguém emprega, pois que ninguém fala em verso.
Fernando Pessoa

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

SABE AQUELE SONHO DE PUBLICAR SEU LIVRO SOLO? CHEGOU A HORA...




PROPOSTA EDITORIAL BECO DOS POETAS
      


Proposta Editorial – Inicialmente apenas Poesias. Sugestão de como publicar seu Livro de forma simples e pratica com o apoio do Beco dos Poetas: Dados técnicos do livro sugerido: Total de paginas 80 Preço de capa sugerido 25,00 Miolo sem gravura Capa Colorida
ISBN
Ficha Catalográfica
Deposito Legal

Passo 1 - Você convida 20 amigos a adquirir seu livro via compra antecipa (de preferência parentes, amigos próximos e que compreenderam eventuais atrasos no caminho de produção do livro evitando problemas).

Passo 2-Procure um espaço público e peça autorização para fazer o lançamento no local (Sugestão de local : biblioteca, associação de moradores, clubes, um bar onde paga-se apenas a consumação e permite realizar eventos muito comum em centros urbanos, ou mesmo em sua casa na forma de festa possibilitando uma confraternização)

Passo 2 – Se mora fora de SP grave tudo em vídeos de 5 minutos e nos envie para que divulguemos em nosso videolog, se mora em SP poderá lançar em um de nossos sarais

O que vem após o lançamento?

a)- Comercializamos seu livro em nossos site e sites parceiros ao preço de 25,00 dos quais recebera 10% sobre as vendas sempre que atingir o valor de 50,00

c)-Abrimos linha direta autor editora através do qual o autor poderá solicitar “mine” edição de um mínimo 15 exemplares com desconto de 40% ( 15,00 a unidade) podendo comercializar livremente em seu blog, site ou entre amigos

OBS: Os livros poderão ser retirados no local sem custo de postagem, ou recebidos via correio a postagem é por conta do autor e modelo padrão de envio adotado é o sedex outra modalidade devera ser solicitada por escrito no momento do contrato ou do envio.


Maiores informações : Fone (11) 50212233 - Maria Jeremias dos Santos Gerente de conteúdo ou e-mail: maria@becodospoetas.com.br

POETA HOMENAGEADO NO III SARAU DO BECO





O tempo

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.



ACALANTO...



Acalanto...

Guarda dentro do peito o sonho,
que ele durma, que acorde, a si mesmo,
assim mesmo:
Etérea eternidade!
Nas altas horas,
nos instantes passageiros dos dias!
Em suas partes finitas e concretas,
em que se vai aos poucos se dissolvendo!
Guarda o sonho, inteiro, puro, intenso,
tudo dele, todo ele, sem medos ou receios,
no peito, para que lhe dê forças,
na alma, para que lhe renove as esperanças!
O sonho, por mais que assim, nem lhe pareça,
é acalanto, ante tantos prantos,
diante das chagas abertas pela vida...
E por teus passos, quase sempre a pés descalços!
Guarda o sonho, no coração de teu peito...
-Onde muitos procuram por morada!
O sonho, guarda, no coração de tua alma!
-Onde somente Deus alcança!
Só Ele decidirá, se teu sonho, ou alguma parte dele
tudo será, ou será nada!
Guarda teu sonho, precioso tesouro!
Teu sonho será a tua estrada,
o teu refúgio, o teu tudo, o teu nada!

Edvaldo Rosa
17/08/2010
www.sacpaixao.net

DESEJOS...



DESEJOS...

Desejo o teu corpo!
Com todas as forças de meu ser...
Procuro encontrar os teus encantos, escondidos,
em teu intimo, o tudo e o tanto, que é você!
Quero caminhar por todos os teus caminhos,
e por todos os teus atalhos...
Encontrar-me neles,
com os teus segredos, com os mistérios, ocultos, teus...
Quero você como nunca quis antes!
Agora, que sinto, que meu olhar te penetrou fundo,
que ruíram as tuas barreiras, ante minhas caricias,
E que o som de minha voz, enquanto a sós,
te fez sorrir e sonhar!
Desejo o teu corpo, quente, macio e lindo,
pois ele é o único caminho que tenho,
para cada vez mais tocar os teus sentidos,
e sob a força sem força de mil cuidados,
despertar um desejo louco, em tua alma,
sempre tão serena e tão calma, quieta e oculta,
de se entregar, ser totalmente minha!
Sem medos e sem reservas,
por toda as vidas minhas!


Edvaldo Rosa
06/09/2010
www.sacpaixao.net

DEPOIS DE TUDO...



DEPOIS DE TUDO...

Talvez, por você ter-me seduzido,
revirado do avesso,
sinta tanta aversão á solidão,
e um desejo insanamente intenso, por você!
Talvez, por eu ter lhe aberto mais que os braços,
ter lhe ofertado o meu melhor sorriso,
ter lhe mostrado onde escondia o meu prazer,
sinta-me assim, assim tão perdido,
tão longe de você!
Depois de tudo...
De sentir-me assim tão perdido,
sinta tanta saudade de teus carinhos,
de teus olhos meigos,
de teus acanhados sorrisos,
de tua face ruborizada,
que mesmo na penumbra do quarto,
teimavas em me esconder...
Depois de tudo,
mesmo achando que foi tudo muito lindo,
sinta um medo profundo,
um sentimento de solidão absurdo,
uma quase irresistível, vontade de morrer...
Depois de tudo,
eu ainda amo você!

Edvaldo Rosa
15/08/2010
www.sacpaixao.net

terça-feira, 14 de setembro de 2010

RECEITA DE SER FELIZ




1- Jogue fora todos os números não essenciais para sua sobrevivência.


2- Continue aprendendo. Aprenda mais sob computador
, artesanato, jardinagem, qualquer coisa. Não deixe seu cérebro desocupado.


3- Curta coisas simples.


4- Ria sempre, muito e alto. Ria até perder o fôlego.


5- Lágrimas acontecem. Agüente, sofra e siga em frente.
A única pessoa que acompanha você a vida toda é VOCÊ mesmo.
Esteja VIVO, enquanto você viver.


6- Esteja sempre rodeado daquilo que você gosta: pode ser família, animais , lembranças, música, plantas, um hobby, o que for. Seu lar é o seu refúgio.


7- Aproveite sua saúde. Se for boa, preserve-a. Se está instável, melhore-a. Se está abaixo desse nível, peça ajuda.


8- Diga a quem você ama, que você realmente o ama, em todas as oportunidades.


E LEMBRE-SE SEMPRE QUE:

A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego ...

de tanto rir ...

de surpresa ...

de êxtase ...

de felicidade!

SENTIMENTOS





Não quero chorar
Mas as lágrimas insistem
A rolar pela minha face,
Tento não pensar no passado
Naquelas cenas tristes
Mas minha mente é mais forte
Trazendo lembranças de dor,
Sentimentos de tristezas profundas...
As feridas não aparecem em meu corpo
Mas está estampada em minh'alma
Gostaria de apagar coisas tristes
De minha vida com um apagador mágico
Daqueles que não deixam marca nenhuma...
Mas sei que somente o tempo
É capaz de fazer isso e devolver minha alegria
Pra poder sorrir novamente e acalmar
Esse peito cheio de dor.
Maria J. Santos


segunda-feira, 13 de setembro de 2010

LADAINHA...



Ladainha...

Meia hora,
meio dia,
meia noite!
Meio sozinha...
Meia-vida, meio ser!
Minha culpa!
Minha culpa!
Minha culpa!
Para quê aquelas palavras ásperas?
-Adagas fincadas em teu ser!
Meia boca,
meia lua,
meio nua, meio sozinha...
Só...
Pensando em você!
Minha culpa!
Minha culpa!
Minha culpa!

Edvaldo Rosa
26/08/2010
www.sacpaixao.net

domingo, 12 de setembro de 2010

Grupo Caixa de Imagem e jéssica

Eu e a Poeta Jéssica

Poetas do Beco



Jéssica Bittencourt e Poetas do Beco dos Poetas

S O L em nossa vida





Não somamos nossas alegrias como somamos nossos problemas. Quando passamos por um caminho difícil, fazemos uma revisão do que vivemos e temos vivido e somamos as dores, que parecem crescer a cada lembrança.

Se, inversamente, fizéssemos o mesmo com nossos momentos de alegria, encontraríamos razões a mais para viver e forças para sobreviver aos impasses da vida.

Por mais longa que seja a noite, por mais lento que tenha sido o relógio e por mais dolorido que tenha estado nosso coração, Pouco importa se no dia seguinte ele estará ainda encoberto por nuvens, ele não estará encoberto eternamente.

A certeza de que algo de bom e bonito existe nos faz guardar ainda acesa a chama dentro do coração.

Se o sol vai e volta, a lua some e reaparece, as marés baixam e sobem, não há razões para que na vida não demos a volta por cima. A natureza é a prova viva de que tudo está em movimento sempre e nós fazemos parte dessa paisagem idealizada e plantada por Deus.

Tudo é passageiro, as alegrias vêem e vão, mas o sofrimento também, até mesmo aquele que se instala no mais profundo do nosso ser, ele também se acalma e deixa um lugarzinho aberto para a doçura de viver.

Não podemos desistir de ser felizes enquanto o sol não desistir de renascer.

S A U D A D E









 

Tempo de Criança


Saudade
Do tempo em que eu ainda
brincava na rua de amarelinha,
Do tempo em que no olhar se via a
inocência e a vontade de viver,
Dos sorriso puros e dos sonhos tão bonitos...
Saudade,
Das bagunças, das traquinagens
e até dos tapas que a mamãe dava,
quando descobria alguma "arte" feita por mim...
Bons tempos os de criança!
Tempo em que tudo era uma brincadeira,
Tudo era
alegria 
Tempo que não volta mais,
Restando assim, somente lembranças,
Daquele tempo de criança
Que os anos não trazem mais
E que a saudade,
Se encarrega de guardar
Com tanto carinho
e amor 
Dentro do coração...

sábado, 11 de setembro de 2010

SENSIBILIDADE






Há alguns anos, nas Olimpíadas Especiais , nove participantes, todos com deficiência mental ou física, alinharam-se para a largada da corrida dos 100 metros rasos.

Ao sinal, todos partiram, não exatamente em disparada, mas com vontade de dar o melhor de si, terminar a corrida e ganhar. Todos, com exceção de um garoto, que tropeçou no asfalto, caiu e ,rolando, e começou a chorar.

Os outros oito ouviram o choro. Diminuíram o passo e olharam para trás. Então eles viraram e voltaram. Todos eles. Uma das meninas, com Síndrome de Down, ajoelhou, deu um beijo no garoto e disse: "Pronto, agora vai sarar".

E todos os nove competidores deram os braços e andaram juntos até a linha de chegada. O estádio inteiro levantou e os aplausos duraram muitos minutos.

Talvez os atletas fossem deficientes mentais... Mas, com certeza, não eram deficientes da sensibilidade... Por que? Porque, lá no fundo, todos nós sabemos que o que importa nesta vida é mais do que ganhar sozinho.

O que importa nesta vida é ajudar os outros a vencer, mesmo que isso signifique diminuir o passo e mudar de curso de vez em quando.

A M I G O

Na escuridão da noite
Quando o silêncio
Invade minh'alma
Converso com meu anjo
Pedindo proteção
Pra guardar meus amigos
Que acalam minhas lamúrias
Quando preciso de uma voz amiga.



 

                                                                         

FLORES


A beleza das flores é incomparável...
O seu perfume exala as mãos
de quem a colhe....
E alegra o coração de quem as recebe.


sexta-feira, 10 de setembro de 2010

BELEZA DIVINA

QUANDO SE OLHA UMA PAISAGEM DESSA
CONCLUÍMOS O QUANTO SOMOS PEQUENOS
DIANTE DA BELEZA DIVINA...

Você é especial pra mim




Dae resolvi  mostrar numa canção  todo  meu carinho
Até que resolvi fazer uma canção pra  você pra demonstrar meu carinho



Obrigada por  ser tão especial assim.



SONHE COM AQUILO QUE VOCÊ QUISER





Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

zk (zeca)


Minhas varizes faceais mapeiam a hidrografia do meu rosto.
Esculpindo profundos Vales de Solidão e desgosto.
Minha pele seca e rachada com algumas tatuagens opaca não contam um décimo de minha saga.
A ausência de saúde, dentes, músculos, me tornou um eremita, a espreita da estreita e sombria caverna da vida.
Sustento por grandes pés um corpo fraco,guenzo,debilitado...
Minha boca é uma caverna oca e cheia de germes, o meu bom dia tem cheiro de fezes.
Na garrafa vejo toda minha sina...
Solidão, Poesia e Ruína!
Meus olhos grandes e negros guardam letais segredos tendo a incrível capa cidade de mudar de cor, toda vez que barbaramente é atacado pelo amor.
Sentimento que me causa nojo!
Sinto repudio ao gozo!
Tenho nojo do cheiro do sexo, dos seus fluidos e objetos.
Assim como toda doença fulminante sou discreto.
As manchinhas da minha pele, tão bonitas escondem sua cancerosidade. Assim como aquele sinalzinho preto que você lambe também é um tumor.



Menina d´Rua - Piti


Sou pequena. Mulher / Menina. Mas me garanto geral... Me garanto com os Punhos fechados e uma tora de pau.Sou Puta, viciada, Jogada... Sou um Animal! Sujo com frio e muito doente. Sou órfão de lucidez, de paz. Meu território é um campo minado protegido como um estado por cinco dúzias de Lunáticos que chamam esse buraco de “ meu pedaço”.
Trôpega vai seguindo...
A cigana pede minha mão; sem futuro nenhum querendo um gole de minha garrafa tóxica de Rom. Vem com sua ladainha, interrompo sussurrando: Cala boca velinha não me venha com suas istorias de Carochinha. Com um ar mascarado a velha disse: coitada, vais sofrer muito ainda antes da alvorada.
Quase sem ar de tanto andar consigo um programa, um velho sujo. Foda-se presciso de grana! Não, não, não Dr. Eu não senhor! To aqui para dormi, não vi quando o infeliz caiu no foço do elevador. Foda-se velho Puto!! Sem grana na minha mão rodou. Falta muito para o amanhecer vou comprar duas pedas para esquecer.
Quando cagava chegou aqueles homens matarão o Torto não morri porque me segurei para não rir... E a noite vai se esgueirando como uma víbora matando. A dor que se renova brota dos olhos de qualquer eu. Menos complexo que uma sina.

Retirado do zine Porre seco.


SKOL


E sobre todas aquelas coisas que murmurei em prantos hoje é meu acalanto sua não compreensão / tais palavras contendo tanto sentimento são como vento lambendo um paredão / tais coisas contendo tanta verdade / sinceridade é visto como apelação /
... E nas correntezas dos amores profundos / maior que a dor / maior que o mundo torna-se nula qualquer reaproximação!




quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Você tem experiência ???

  •  



    ESSA REDAÇÃO MERECE SER LIDA E DIGERIDA:O SUJEITO TEM ALMA!!! REDAÇÃO DO CONCURSO DA VOLKSWAGEM
    No processo de seleção da Volkswagen do Brasil, os candidatos deveriamresponder a seguinte pergunta: 'Você tem experiência'?
    A redação abaixo foi desenvolvida por um dos candidatos. Ele foi aprovado e seu texto está fazendo sucesso, e com certeza ele será sempre lembrado porsua criatividade, sua poesia, e acima de tudo por sua alma.
    REDAÇÃO VENCEDORA:
    Já fiz cosquinha na minha irmã pra ela parar de chorar.
    Já me queimei brincando com vela. Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto. Já conversei com o espelho, e até já brinquei de ser bruxo. 
    Já  quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista.
    Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora .Já passei trote por telefone. Já tomei banho de chuva e acabei me viciando. Já roubei beijo. Já confundi sentimentos. Peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido.
    Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro. Já me cortei fazendo a barba apressado. Já chorei ouvindo música no ônibus. Já  tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que eram as mais difíceisdeesquecer.
    Já subi escondido no telhado pra tentar pegar estrelas. Já subi em árvore pra roubar fruta. Já caí da escada de bunda. Já fiz juras eternas. Já escrevi no muro da escola. Já chorei sentado no chão do banheiro.
    Já fugi de casa pra sempre, e voltei no outro instante. Já corri pra não deixar alguém chorando. Já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só. Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado.Já me joguei na piscina sem vontade de voltar.
    Já bebi uísque até sentir dormente os meus lábios. Já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar. Já senti medo do escuro, já tremi de nervoso.Já quase morri de amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial. Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar. Já apostei em correr descalço na rua,Já gritei de felicidade,Já roubei rosas num enorme jardim. Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre era um 'para sempre' pela metade.
    Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol. Já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão. Foram tantas coisas feitas..
    Tantos momentos fotografados pelas lentes da emoção e guardados num baú, chamado coração. E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita: 'Qual sua experiência?' .Essa pergunta ecoa no meu cérebro: experiência.. .experiência. ..
    Será que ser 'plantador de sorrisos' é uma boa experiência? Sonhos!!!
    Talvez eles não saibam ainda colher sonhos!
    Agora gostaria de indagar uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta: Experiência?
    "Quem a tem, se a todo o momento tudo se renova?"


    P.S-Recebi essa mensagem do meu amigo Alexandre do http://blogueirodobem.zip.net/

O CALAR DA NOITE




SE NO CALAR DA NOITE 
NÃO OUVIRES MINHA VOZ
SE CHAMAR MEU NOME
E NÃO OUVIR NEM UM SOM
OUÇA MEU CORAÇÃO
SILENCIOSAMENTE....
E SEM CHORAR ME DÊ UM BEIJO
PORQUE SEM PERCEBER
A MORTE VEIO ME BUSCAR
E ME LEVOU PRA UM LUGAR
DISTANTE ONDE AS SOMBRAS
PERMANECEM EM MEU SER
DE AGORA PRA SEMPRE.




Quem espera que a vida

Quem espera que a vida
seja feita de ilusão
pode até ficar maluco
e morrer na solidão
é preciso ter cuidado
pra mais tarde não sofrer...
é preciso saber viver.

(Roberto Carlos)

A URGÊNCIA DE VIVER





A matemática da vida não é simples... Cada soma é também uma subtração...

Quando somamos mais um ano àqueles que já vivemos, subtraímos um ano daqueles que nos restam para viver...
Esperamos demais para fazer o que precisa ser feito, num mundo que só nos dá um dia de cada vez, sem garantia do amanhã...

Enquanto lamentamos que a vida é curta, agimos como se tivéssemos à nossa disposição todo o tempo do mundo. Esperamos demais para dizer as palavras do perdão que devem ser ditas...

Esperamos demais para pôr de lado os rancores que devem ser expulsos... Esperamos demais para expressar gratidão, para dar ânimo, para oferecer consolo...

Esperamos demais para enunciar as preces...
Esperamos demais para executar as tarefas que estão esperando para serem cumpridas...

Esperamos demais para demonstrar o amor que talvez não seja mais necessário amanhã...

Esperamos demais nos bastidores, quando a vida tem um papel para desempenharmos no palco...

Deus também está esperando nós pararmos de esperar, esperando nós começarmos a fazer agora tudo aquilo para o qual este dia e esta vida nos foram dados...

As coisas que você valoriza



As coisas que você valoriza são as coisas que se tornam importantes em sua vida. Você dá valor, você cria valor com sua atenção, seus esforços, seu comprometimento.

Dê valor ao seu trabalho e ele se tornará mais valioso. Dê valor à sua casa e ela se tornará mais valiosa. Dê valor à sua vida, à sua família, à sua fé, ao seu corpo e à sua mente – e todos eles se tornarão mais valiosos.

Dê valor às suas idéias e elas se tornarão mais valiosas. Dê valor ao seu tempo e ele se tornará mais valioso. Dê valor ao seu dinheiro e ele se tornará mais valioso.

O valor das coisas não é determinado por uma etiqueta de preço. O valor de qualquer coisa é o valor que você dá a ela. Para o que você dá valor?

O que você deseja que cresça e se torne abundante em sua vida? Entregue-se às coisas que você valoriza e elas certamente florescerão.