VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

ACALANTO...



Acalanto...

Guarda dentro do peito o sonho,
que ele durma, que acorde, a si mesmo,
assim mesmo:
Etérea eternidade!
Nas altas horas,
nos instantes passageiros dos dias!
Em suas partes finitas e concretas,
em que se vai aos poucos se dissolvendo!
Guarda o sonho, inteiro, puro, intenso,
tudo dele, todo ele, sem medos ou receios,
no peito, para que lhe dê forças,
na alma, para que lhe renove as esperanças!
O sonho, por mais que assim, nem lhe pareça,
é acalanto, ante tantos prantos,
diante das chagas abertas pela vida...
E por teus passos, quase sempre a pés descalços!
Guarda o sonho, no coração de teu peito...
-Onde muitos procuram por morada!
O sonho, guarda, no coração de tua alma!
-Onde somente Deus alcança!
Só Ele decidirá, se teu sonho, ou alguma parte dele
tudo será, ou será nada!
Guarda teu sonho, precioso tesouro!
Teu sonho será a tua estrada,
o teu refúgio, o teu tudo, o teu nada!

Edvaldo Rosa
17/08/2010
www.sacpaixao.net
Postar um comentário