VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Lembrança viva de Neuza Pinto Nissen



Num alvorecer de um céu rajado
Azul, vermelho, rosado
Entre raios dourados
 Floresce teu sorriso
Com o fulgor do rubi
Flutuas junto à natureza
Meu mar em chamas
O límpido de minha fogueira
Meu íntimo por ti clama
Na doçura deste encantamento
Sou criança envolta em laços
Sou felina rugindo em versos
Sou anjo quando confesso
Em teu olhar um lindo mistério
Que me inebria e entontece entre o puro e o sensual
Como o perfume de um roseiral
A grandeza de um momento
Felicidade e encantamento
Teus lábios quentes deslizam em meu corpo
Com a delicadeza da açucena
E o perfume da verbena  
Neste instante, inteiramente tua
Bebo pérolas em vinho como Cleópatra
Flutuo no espaço, livre, nua
 Luto como Anita Garibaldi em uma revolução
Por este amor vertendo nesta louca atração
Minhas mãos acariciam tuas faces
Como moluscos protegendo suas pérolas
Resplandece a magia
Da energia contida
Um arrepio de lava
 Como calda banha-me inteira
Já não sei se o sol brilha no horizonte
Sei apenas deste amor que me enleva, embriaga
Revolvendo meus desejos
Aprisionada estou
Como pássaro na gaiola
Ou baleia no aquário
Por mais liberta que possa ser
Não consigo deste amor esquecer

 Poesia de Escritora  Neuza Pinto Nissen
Postar um comentário