VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

domingo, 28 de agosto de 2011

INGRATA PAIXÃO


Como vou poder te esquecer

Se tudo de vc me fala

Teu perfume ainda está pela sala

Em nosso quarto a saudade

Da última noite em que fizemos amor


Ingrata paixão

Que alcança os caminhos do coração

Num tormento que arrasa sem dó

No rádio ouço aquela canção

que parece ter sido feita só pra nós


Volte, venha quando quiser

Te quero para sempre, serei tua mulher

A gente esquece tudo o que passou

E de tristeza não se fala mais

Sempre fomos metade um do outro

Acho que somos exatamente iguais


Arlette Santos

Postar um comentário