VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

domingo, 2 de outubro de 2011

Eu-Poético



Cadernos, rascunhos, bilhetes.
Anotações de um pensamento qualquer
Tudo pode transformar-se em poesia
Basta que saiba interpretar
O que têm nas entrelinhas....

É preciso ter sensibilidade
Para ler e compreender
O que fala o coração.

Nas palavras escritas de um papel
Revela a alma de cada um
Sentimentos de alegria, saudade, amor
Depende da maneira que vês...
Não existe uma métrica para se escrever,
Ou ser poeta

Basta deixar o coração falar
E a inspiração virá como o vento,
Suave e de mansinho despertando
O seu EU poético.

Maria Bonita e Poesia
Postar um comentário