VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

RETA FINAL



Apague da memória, por favor,
Tudo o que houve em nosso amor.
Se tudo entre nós terminou,

Não adianta guardar as lembranças;

Só foi bom enquanto existiu esperança.
Chegamos à reta final.
O nosso caso,
De tanto descaso,
Acabou.

Você já foi
O sol que iluminava meus dias.
Eu te amava tanto
E tanto você me queria.
Nosso amor foi semente,
Germinou e deu flor,
Sorrisos... quimeras...
Paixão sem dor.

O tempo passa
E cria manias na gente.
Ficamos diferentes.
Eu não discuto e você não reclama.
Esquecer é tentar ser feliz.
Tudo terminou assim,
Sem réu nem juiz,
Só porque
A gente já não se ama.

Arlette Santos

Postar um comentário