VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

domingo, 6 de novembro de 2011

HOJE ESTOU TRISTE




Hoje estou triste.
Quisera seguir um caminho sem fim.
Existe?
Um caminho sem atalhos,
Porque hoje sou retalhos,
Triste, sou pedacinhos de mim.
Feito aranha presa à teia,
Inerte ante a lua cheia,
Quem salva o meu pranto
E oferece um pouco de acalanto?
Quisera um caminho sem fim
e uma réstia de luz na estrada.
Não me perguntem porque
Estou triste assim.
Nem às paredes eu confesso
O que se passa dentro de mim.
Arlette Santos

Domingo, 06/11/2011 - 20: 00 hs.
Postar um comentário