VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Da onde vem as formigas, a pergunta que não quer calar!


De acordo com o professor Odair Correa, diretor do Centro de Estudos de Insetos Sociais da Unesp de Rio Claro, o aparecimento das formigas urbanas no Brasil coincide com o descobrimento do país. “Há 500 anos, elas chegavam em navios. Hoje viajam até nos aviões. Grande parte delas veio da África ou da Índia”, explica. Da rua para a casa, os “meios de transporte” mais comuns são vasos de planta, caixas e pacotes com os mais variados conteúdos, de compras de supermercado a roupas.
Em casa, as formigas domésticas são inofensivas à saúde. A situação muda completamente, porém, quando a invasão é nos hospitais: entrando e saindo de enfermarias, quartos e UTIs, os insetos tornam-se transmissores de doenças. O prejuízo também é grande quando as formigas instalam-se em indústrias alimentícias, contaminando a produção.
Nos ambientes infestados, o trânsito das formigas geralmente intensifica-se no final da primavera e no começo do verão. É nessa época que se reproduzem e deixam o ninho à procura de alimentos.
Há algumas técnicas paliativas para espantar as formigas, que as obrigam a procurar um lar mais acolhedor. Entre elas, recolher restos de alimento, principalmente doces, vedar bem os potes de comida e espalhar fumo picado, cravo-da-índia ou cascas de limão por onde os insetos costumam passear. Outra opção caseira é misturar 1l de água com 1l de detergente e aplicar nos ninhos. Isso só funciona, porém, quando há somente um ninho na casa, segundo o biólogo Bocalini, da Aprag.

Fonte: UNESP
Postar um comentário